sexta-feira, 20 de abril de 2012

Risco, Trisco e Belisco

Meus amigos de infância vão lembrar dos tempos que passávamos horas desenhando no asfalto com giz de gesso, pedra, tijolo e com tudo que riscasse o chão. Era só achar uma casa em construção ou entulho de reforma pra gente "emprestar" os retalhos de gesso e fazer "arte" na rua.
Não dá pra comparar com um trabalho artístico desse abaixo, mas tinha muita coisa criativa, tinha discussão metafísica e até solução de problemas de lógica e matemática. O mais importante é que a gente tinha a rua toda pra desenhar e ninguém te chateava por isso. Passado alguns dias ou uma tarde de chuva, já estava tudo limpo de novo.
A gente passava mais tempo com os amigos e mais tempo trocando ideias. Era uma comunidade real, com papo, jogos, brigas e muito aperto de mão. Esse mundo digital acabou com isso. Hoje em dia mesmo "curtindo" alguma coisa na rede social, as pessoas não lembram de cumprimentá-las.
Taí! Essas redes deveriam ter um alerta para monitorar a quantidade de vezes que você curti alguma coisa de alguém e colocar lá no seu perfil a quantidade de abraços e apertos de mão que você está devendo para aquele "amigo". :)



O site do qual kibei o desenho ai de cima é odosketch. Muito legal!
Postar um comentário