quarta-feira, 27 de agosto de 2008

Mano Platão

Sócrates: Ai cabeção, pensa nuns maluco que nasceram curintiano mas foram colocado desde pequeno num vestiário do pacaembú, no escuro, amarrado, de costas pra porta. Nunca sairam de lá. O que esses maluco vê é só as sombras na parede das coisa que passa na porta.

Ronaldo: Tô ligado dotô. Que sinistro!

Sócrates: Os maluco sabe que o curintia é o timão, e vê umas sombras de troféu, de umas mina passando, de uns vendedor de amendoim. Escuta a galera gritando gol, timão eeeooo, xingando a mãe do juiz...

Ronaldo: Jogo do timão na parada!

Sócrates: Então maluco, tu concorda que esses doido vão achar que a vida é só futebol e que o timão sempre é campeão?

Ronaldo: Com certeza! É nóis!

Sócrates: Depois de um tempão, um dos mano, na revolta daquelas sombra sinistra, se solta e consegue sair do vestiário e ai descobre que não tem só jogo do timão, que nem tudo é futebol e que a vida não é só sofrimento!

Ronaldo: Caraca, dotô! O cara se liga que tem o clube do curintia também, tem a quadra da Gaviões, carnaval e os trem pra Paranapiacaba! Tem a copa do mundo, o sub-20. Uma par de coisa diferente.

Sócrates: Tá imbecil! Tu saiu da caverna faz pouco tempo, então vou dar um desconto! Então, ta ligado que esse maluco nunca mais vai querer voltar pro vestiário e vai sentir pena dos seus companheiros? E que prefere ver jogo do XV de Piracicaba do que ter que voltar?

Ronaldo: Com certeza!

Sócrates: Por uma desgraça, tipo desilusão por perder pro palmeiras, ele volte pro vestiário. Ai depois de um tempo ele começa a ver as sombras novamente e começa a contar pros manos que lá fora não tem só essa parada, que é diferente, que tem outras coisas belas pra ver, e que o curintia até perde jogo.

Ronaldo: Até parece que os mano vão acreditar nele! Vão tirar muito sarro da cara dele e vão dizer que ele voltou meio frutinha, isso sim! E assim dotô... Se ele vier com esse papo de perder do palmeiras, eu entro lá e cubro ele de porrada!

Sócrates: Putz!
Postar um comentário